Tráfego pago x Mídia off line

Tráfego pago x Mídia off line



Aqui na Like Up Marketing temos nos deparado com a necessidade de explicar a clientes e prospects - com certa frequência - a que se refere o tão falado tráfego pago. Apesar de ser uma expressão já há algum tempo em uso no meio da comunicação online, muitos empreendedores ainda não inseridos de forma mais profissional no ambiente digital desconhecem sua aplicação e significado.

Para uma agência digital como a nossa, oriunda da publicidade tradicional, off line, temos usado o recurso da comparação para nos ajudar nas explicações. Recorremos ao conceito de mídia convencional para exemplificar o que vem a ser o tráfego pago. Assim, comparamos a compra de mídia em veículos de comunicação impressa ou eletrônica, como jornais, revistas, outdoor, rádios, tvs, etc., com a compra de mídia online de canais digitais, como Facebook, Instagram, Google, Youtube, Linkedin, entre tantos outros e cada vez maiores possibilidades de anúncios pagos na internet.

É dessa forma, por meio de links e criativos (os conhecidos posts), que é possível levar visitantes até lojas virtuais, sites ou landing pages realizando campanhas pagas. Diferentemente, no entanto, de tão somente indicar ou despertar o interesse pelo seu negócio, produto ou serviço, pelo tráfego pago é possível direcionar consumidores com escala, abrangência e qualificação para efetivar compras, objetivamente, sem sair do ambiente online.

Ou seja, tráfego pago nada mais é que, ainda de forma comparativa, a mesma coisa que a velha e produtiva compra de mídia tradicional, só que agora diretamente comprando a entrega das plataformas digitais, as quais têm o poder de compartilhar mensagens comerciais para tantos quantos potenciais compradores seu budget de marketing permitir.