Eleies: fase de pr campanha

Com mudança de data ou não, as eleições municipais certamente acontecerão neste ano de 2020. É fato! Prefeitos, vices e vereadores serão escolhidos com Covid-19, com distanciamento, com crise sócioeconômica e o que mais vier por aí.

Para os eleitores, resta aguardar para avaliar nomes, propostas e...votar. Para aqueles que pretendem protagonizar nestas eleições, o trabalho já deveria ter começado. Isso porque com o encurtamento do período de campanha propriamente dito (só 45 dias), mais o agravante do novo coronavírus dominando a pauta brasileira, a chamada fase de pré campanha ganha importância extra.

Sobretudo para novos pré candidatos, é agora e até o início da campanha que eles poderão se fazer perceber pelo eleitorado, pelas lideranças municipais, apoiadores e pelos próprios partidos, já que muitos dependerão da escolha que as legendas deverão fazer até julho sobre quais serão os seus representantes.

Com bastante permissividade legal, os pré candidatos só não podem pedir voto nesta fase. Podem falar de suas propostas, podem criticar e avaliar a política local, podem enaltecer suas qualidades e capacidade.

Há ainda uma dúvida polêmica sobre poder ou não impulsionar publicações nas redes sociais. Isso tem mais a ver com o tipo de conteúdo que se patrocina, para não configurar campanha antecipada. Mas é bom se certificar com a turma do jurídico.

Em contrapartida, na campanha, quase nada mais pode ser feito do ponto de vista da comunicação, até os carros de som saíram de cena, levando a uma incontestável certeza: na fase de pré campanha ou na campanha, as mídias digitais serão o grande canal de comunicação para quem deseja levar sua mensagem adiante.